Desenvolvimento Local Integrado e Sustentável - DLIS:

Metodologia que possibilita o surgimento de comunidades mais sustentáveis, capazes de suprir suas necessidades imediatas, de descobrir ou despertar suas vocações locais, de desenvolver suas potencialidades específicas e de fomentar o intercâmbio externo aproveitando-se de suas vantagens comparativas locais.

O Desenvolvimento Local Integrado e Sustentável é uma via possível para a melhoria da qualidade de vida das populações e para a conquista de modos de vida mais sustentáveis. O DLIS é uma nova forma de compreender o desenvolvimento como um modo de promover a qualidade de vida para as pessoas (desenvolvimento humano), todas as pessoas (desenvolvimento social), aquelas que vivem hoje e as que viverão no futuro (desenvolvimento sustentável).

 

Passos para implantar o DLIS na comunidade:

1. Mobilização, sensibilização e capacitação da comunidade local;
2. Constituição de um Fórum, Conselho ou Agência de Desenvolvimento Local; 
3. Escolha de uma Equipe Gestora Local;

4. Elaboração de um Diagnóstico Participativo Local;

5. Construção de uma Visão de Futuro que identifique os vetores de sustentabilidade do desenvolvimento local;

6. Formulação de um Plano de Desenvolvimento Local;

7. Definição e negociação de uma Agenda Local;

8. Celebração de um Pacto de Desenvolvimento Local;

9. Monitoração e avaliação da agenda local.

 
Resultados esperados:
•         A comunidade local consciente, motivada, mobilizada e organizada para planejar e gerenciar, de forma compartilhada, o desenvolvimento local.
•         Condições favoráveis para a convergência e integração das ações de organizações governamentais e não-governamentais no município.
•         Fórum, Conselho ou Agência de Desenvolvimento Local constituído e instalado.
•         Equipe Gestora Local escolhida e atuando.
•         Diagnóstico Participativo Local realizado.
•         Visão de Futuro e vetores de sustentabilidade do desenvolvimento local definidos.
•         Plano de Desenvolvimento Local elaborado.
•         Agenda Local definida, negociada, pactuada e em execução.
•         Projetos de novos empreendimentos em execução.
•         Empreendedores capacitados.


Como as pessoas participam do Programa:

Nos municípios onde o programa está sendo desenvolvido, a participação das pessoas se dá através do fórum de desenvolvimento local.
 
Fonte SEBRAE